mãe e… parques temáticos

Dia desses fui a um parque temático, com minhas filhas, e mais uma vez tive a oportunidade de refletir a respeito de nós, seres humanos, de nossas relações, expectativas e…

Assim que chegamos ao parque postei numa rede social que lá estava e alguns comentários, somados às experiências vividas me inspiraram as seguintes dicas:

Só acompanhe crianças a um desses parques se realmente estiver com vontade e/ou no clima da diversão, quero dizer que se você acha esse tipo de passeio muito chato (e até insuportável!) não vá. Criança nenhuma merece ser punida pela companhia de um adulto mal humorado e sem paciência num empreitada dessas.

Você vai ter que enfrentar filas, isto é fato! Se estiver contrariado, a espera será muito mais custosa para todos que te acompanham e poderá gerar irritação e desentendimentos.

Falando em filas… é fundamental nossas crianças aprenderem a suportar a espera (por mais desagradável que possa ser!), então se seu objetivo é educar seus filhos, sobrinhos, afilhados, amigos, … incentive-os a enfrentar filas, ensine-os a se comportarem nesta situação, explique que é necessário aguardar a sua vez, que faz parte da organização e da diversão, que é importante para a segurança de todos, que…

Segurança é fundamental nesse tipo de passeio!

Siga rigorosamente as regras impostas pelo estabelecimento, a sua integridade só poderá ser garantida se as normas forem acatadas. Sei que muitas vezes pode parecer que não há nenhum risco, porém acredite que as regras tem razão e justificativa, obedeça e aumente as chances  de seu dia terminar bem.

É muito importante, também, conhecer e seguir a recomendação de idade e estarura de cada atividade.

Informe às crianças a respeito dos brinquedos e brincadeiras, isso facilitará o sucesso de seu passeio, explique do que se trata cada atividade antes de começar, assim você diminuirá as chances da criança se assustar e se arrepender de ter aceito o convite.

Lembre-se que para informar alguém de algo é necessário que antes você saiba a respeito e não invente, nem diga o que imagina, pois se sua explicação for incoerente e/ou muito diferente da realidade a cobrança será proporcionalmente maior. Se tiver dúvidas e/ou não souber diga isso a criança, certamente ela confiará mais em você.

A necessidade de hidratação e alimentação de crianças e adultos é muito diferente, não se esqueça disso! Assim como a tolerância ao cansaço e o ritmo também são diversos em cada ser.

Leve roupas sobressalentes… afinal crianças são sempre imprevisíveis e podem se sujar, molhar, melecar… onde e quando menos esperamos. E se levar uma bolsa grande, mochila, use o serviço de armário que costuma existir nesses estabelecimentos, isso te ajudará a ter um passeio mais leve e divertido.

Para alguns essas dicas podem parecer óbvias e desnecessárias, e para outros serão simples teorias impossíveis de praticar, seja qual for a sua impressão, aproveite!